No último dia 25 tive o prazer de receber alguns empresários da Construção Civil para um bate-papo sobre a situação do PMCMV, em evento realizado no Hotel Intercity Curitiba.  Diante de tantas notícias veiculadas pela mídia, entrevistas em eventos e comentários de profissionais envolvidos no tema,  foi muito importante esclarecer sobre as reais necessidades e dificuldades de cada  uma das faixas do programa  e seus impactos para as Construtoras.

Claro, que gostaria de ter levado alguma “solução mágica”, mas ela não existe, pois como temos acompanhando o processo é influenciado por uma série de variáveis que independem do empresário. Porém, como empresário, é  fundamental, não só entender o momento econômico, mas sobretudo olhar a sua empresa  pelos olhos de uma Instituição Financeira, sendo ela ou não operadora dos programas do governo. Como disse o Presidente da CAIXA, Pedro Guimarães, referindo-se ao PMCMV, em entrevista publicada no site da ABECIP no dia 22/05:”O programa é uma política do Estado, a CAIXA é um banco do Estado. Só que  eu sou o banco do Excel. Eu não faço coisa que seja ruim matematicamente para a CAIXA”.

A única certeza que tenho é que sempre vai valer a pena observar com atenção os sinais  do mercado e buscar alternativas para diversificar as fontes de financiamentos para  produção dos empreendimentos, preparando sua empresa para atuar em cenários de incerteza.